domingo, 1 de maio de 2016

Pavlova on Cake ...


O miminho que preparei para as mamãs da família, para o Dia da Mãe foi um bolinho cheio de cores e sabores especiais ... uma surpresa boa ... 
Este bolinho foi magicado para festejar o dia da Mãe e também participar no desafio proposto no grupo de facebook que pertenço, cujo tema escolhido para a 36ª edição do “Dia Um… Na Cozinha”, que este mês de maio coincide com o Dia da Mãe, é a “PAVLOVA”…

É um doce simples de fazer mas ao mesmo tempo é complicado conseguir que a a bela não estale nem desmorone ... já fiz duas vezes antes este doce ... a primeira vez que fiz a pavlova ficou linda e correu lindamente ... a segunda, correu mal, esborrachou-se mas não se perdeu nada, pois recheei e enrolei e comeu-se uma torta crocante ...
Hoje, porque o motivo é mais que especial para mim, rezei rezei para que corresse bem, estava linda ... prometia sucesso ... mas a mulita cresceu mais que o circulo que formei ... comecei logo a raquinar pois ficou maior que o diâmetro do bolo que eu precisava ... mal eu sabia que ao arrefecer a princesa ia ... puft ... e não é que se esborrachou! ... :( como as mini pavlovas que fiz ao mesmo tempo não esborracharam, acredito mesmo que abusei na dose ... dai recomendar que não dobrem a receita como eu fiz.

Teve de haver um plano B para o bolo grande ... mas ficou uma delicia na mesma ... espero que quando experimentarem, o vosso fique mais perfeitinho...
Como tinha colocado o bolo de chocolate a cozer ao mesmo tempo numa tacinha à parte (feliz ideia) deu para montar na perfeição o que tinha em mente :)
Fica aqui então a receita do meu

Pavlova Cake
para o
Dia da Mãe

Pavlova
Ingredientes :


4 claras
220g de açúcar
2 colheres de chá de amido de milho (Maisena)
2 colheres de chá de vinagre de vinho branco

1 pitada de flor de sal marnoto
1 saqueta açúcar baunilhado
Recheio e decoração:
Iogurte grego, gelado, frutas e toping (usei caramelo salgado e cacau em pó)

Preparação:
Ligue o forno a 150ºC.

Bata as claras em castelo com a flor de sal, mas não as deixe ficar demasiado duras. Acrescente o açúcar a pouco e pouco, sem parar de bater  entre cada adição de açúcar.

 As claras devem ficar completamente duras e muito brilhantes. (Se não atingiu este ponto, nem vale a pena colocar a mistura no forno...)

Junte o amido de milho peneirado e o vinagre e mexa bem com uma vara de arames para envolver muito bem.
Forre um tabuleiro com papel vegetal e desenhe um circulo com 18cm de diâmetro.

Coloque as claras dentro desse circulo e com a ajuda de uma espátula molde as claras de modo a ficarem dentro do circulo e direitinhas, como se de um bolo se tratasse, formando uma concavidade ligeira ao centro para facilitar colocar o recheio.

Coloque a pavlova no forno e reduza-o para 120ºC. Deixe cozinhar durante 1h20 sem abrir a porta do forno.

 Ao fim desse tempo desligue o forno e deixe-a arrefecer completamente lá dentro antes de a retirar.
Na hora de servir disponha o iogurte, as bolas de gelado a fruta e o toping se desejar

Bolo de Chocolate Cremoso
Ingredientes:
300g de chocolate culinária
1 colher de sopa de manteiga
200g de curgete ralada
6 ovos
200g de açúcar
50g de farinha

Preparação:

Derreta o chocolate com a manteiga. Reserve.
Entretanto misture as gemas e o açúcar e bata bem com uma batedeira elétrica até obter um creme fofo, firme e esbranquiçado – cerca de 3 minutos.
Misture depois cuidadosamente o chocolate na mistura de gemas e acrescente a farinha, a curgete ralada e as claras batidas em castelo.
Coloque a mistura numa forma de mola previamente untada e forrada com papel vegetal e coloque no forno previamente aquecido a 180ºC durante cerca de 15 minutos.

Retire do forno (se for para servir simples, deixe arrefecer um pouco e polvilhe com cacau e sirva com iogurte ou uma bola de gelado)

Preparação Geral do Bolo:
Comece por fazer o bolo e deixe arrefecer completamente...
Entretanto prepare a pavlova com o mesmo tamanho da largura do bolo.
No momento de servir proceda à montagem do Bolo.
Coloque o bolo no prato de servir, por cima coloque a pavlova, cubra com iogurte grego, disponha as bolas de gelado e as frutas.
Se pretender finalize com um toping. (usei caramelo salgado e cacau em pó)
Sirva de imediato!





E este foi o aspeto geral do bolo grande, a pavlova quebrou, mas nada se desperdiçou, coloquei os pedaços em cima do bolo, ficou com aspeto mais rústico, mas bem vistoso e colorido ... ficou muito bem, foi uma explosão de sabor espetacular ... têm mesmo de experimentar este bolo de chocolate que é fabulosooo ;) uau mesmo :)
Aproveito para vos mostrar a prendinha que meu amor me pintou na escolinha!... agora é que vai ser cozinhar com Amor :D (na foto o bolo estava já com a pavlova, so coloquei o iogurte, gelado e morangos na hora de servir)


Feliz dia da Mãe! 

Espero que gostem
By Carla

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Um Bolo de Chocolate ... e a comemoração de uma data especial!



Hoje é um dia especial...
Faz 9 anos que vivi um dos dias mais bonitos da minha vida... e como tal, (embora de dieta) este dia não podia passar sem um miminho especial!
Descobri esta receita há dias, quando fui desencaminhada pelo Blogovin ... e fui ter ao blogue muito interessante Sweewt Bigas ... vi logo que tinha de ser testada em breve, e hoje foi o dia, e ainda bem que experimentei!
Ambos adoramos chocolate e o bolo escolhido não podia ter outro ingrediente principal! ... 
Aliás, o tema da nossa festa há 9 anos atrás foi mesmo o chocolate ... ;)
Foi lindo de se ver e saborear... trás-me imensas e boas recordações .... e assim espero que continue por muitos e bons anos mais :)

sem mais devaneios românticos, deixo-vos a receita de um bolo bem simples de preparar, com textura diferente ... que fica divinal acompanhado com iogurte ou gelado e frutas .. dêem largas à vossa imaginação ... e preparem ... 

O Bolo de Chocolate


Ingredientes:
200 g de chocolate negro 70% de cacau (usei chocolate negro que compro no lidl com 80% cacau)
90 g de açúcar amarelo ou mascavado (usei mascavado com stevia) 
100 g de manteiga magra sem sal (usei vaqueiro liquida)
4 colheres de sopa de farinha com fermento para bolos (podem substituir por farinha de amêndoa com um pouco de fermento)
3 ovos
125 ml de água a ferver

Preparação:
Pré-aquece o forno a 180º C. 
Parta o chocolate em pequenos pedaços e derreta-o juntamente com a manteiga em banho-maria. (neste passo eu coloquei só um pouco de manteiga junto com o chocolate e levei ao microondas, quando o chocolate derreteu juntei o resto da manteiga e mexi para envolver tudo).
De seguida adicione o açúcar, a farinha, os ovos e a água a ferver. Envolva bem com uma vara de arames (mas sem bater). 
Unta uma forma pequena (18 cm de diâmetro) com manteiga, polvilhe-a com farinha e verta a massa.  (Eu usei spray espiga para untar a forma)
 Leve ao forno por 15 a 20 minutos (confira com o teste do palito). Quando arrefecer polvilhe com cacau em pó e sirva acompanhado de iogurte grego ou gelado e fruta.
Como este bolinho serviu para adoçar uma data especial, decidi dar uma decoração mais caprichada e preferi decorar com iogurte grego e morangos.

Imperdível!
Verdadeira delícia!


 



Notas: Eu usei chocolate negro do lidl de 80% cacau … ficou negrinho e bem intenso como eu adoro!
Mas quem não gostar de chocolate tão negro, pode substituir por outro.

Espero que gostem!
By Carla

sábado, 23 de abril de 2016

Bolo de Iogurte e Aveia

Um iogurte a passar o prazo da validade e um lanche para mimar o filhote doentinho ... deram o mote e não desiludiu!


Ingredientes:
5 ovos
3 medidas de açúcar
2 medidas de farinha
2 medidas de farinha da aveia ( usei flocos de aveia triturado, é  ao colocar no robot de cozinha)
1 medida mal cheia de óleo
1 iogurte com sabor à  escolha
1 colher de chá  de fermento

Preparação:
A medida utilizada é o copo de iogurte
Bater  muito bem os ovos com o açúcar. Depois misture  o iogurte e o óleo. Envolva a farinha e aveia suavemente e adicione  o fermento. Leve ao forno preaquecido a 180 graus numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha durante 40 minutos aproximadamente.



Bom apetite!

By Ana

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Hot Cross Buns


Preparei estes Hot Cruss Buns pelo desafio apresentado pela Lia do Blog Lemon and Vanilla, no âmbito da 3ª edição do desafio Sweet World, dinamizado pela Lia e pela Susana do Blogue Basta Cheio.

Mas afinal o que é o Hot Corss Bun é uma espécie de pão doce, de origem Britânica e tradicional na época da Páscoa. É composto por bolinhas de massa lêveda e doce, cuja composição engloba especiarias e frutos secos, nomeadamente, passas de uva e groselhas secas.
As bolinhas são decoradas com uma cruz no topo.
Podem ler mais sobre estes bolinhos tradicionais Britânicos, no breve resumo que a Lia descreveu aqui.

Mesmo sendo um doce tradicional de Páscoa, reconheço que é delicioso em qualquer época do ano. Eu fiz neste formato mas ficam igualmente lindos e bons sendo feitos em bolinhas separadas! Adorei trabalhar a massa, fica mesmo com um aspeto lindíssimo e bem fácil de trabalhar… Fiz a receita com algumas pequenas alterações, ou por falta dos ingredientes ou por falta de tempo, mas mesmo assim tenho a dizer-vos que é uma receita a repetir sem qualquer sombra de duvida!

Vamos então à receita!!


Hot Cross Buns
Ingredientes 
- 1 colher chá de açafrão em pó
- 500g farinha de trigo branca para pão + extra para polvilhar
- 1/2 colher chá bem cheia de sal fino
- 75g açúcar refinado branco
- 10g fermento de padeiro seco
- 175ml leite gordo, aquecido
- 2 ovos médios ligeiramente batidos
- 75g manteiga com sal, amolecida (usei vaqueiro liquida) + extra para untar a forma (usei margarina planta)
- óleo de girassol, para untar a taça
- 75g de cada: passas brancas, arandos secos e nozes picadas).

Preparação:

Numa taça, peneirar a farinha, o fermento, o sal e o açúcar.
Fazer um buraco no centro da mistura e adicionar o leite morno, os ovos e os 75g de manteiga e o açafrão.
Misturar tudo muito bem com as pontas dos dedos, até tudo estar bem combinado e tiver obtido uma massa pegajosa, mas que não esteja demasiado molhada.
Caso achem que a mistura está muito seca, adicionar mais uma colher de sopa de água. Se estiver demasiado mole, junte um pouco de farinha.
 Colocar a massa sobre uma bancada ligeiramente polvilhada com farinha e amassar por cerca de 10 minutos, ou até obter uma massa sedosa e macia.
Colocar a massa numa taça untada com óleo, tapar com película aderente e deixar levedar por cerca de 1 hora e meia a 2 horas, ou até esta ter duplicado de tamanho. (podem ligar o forno a 50º para aquecer, depois desligam e colocam lá dentro a forma cerca de 1 hora para levedar)
Eu pus a minha no frigorífico durante a noite e só avancei para o passo seguinte na manhã seguinte.
Voltar a colocar a massa sobre uma superfície enfarinhada e amassar, retirando-lhe o ar.
Polvilhar a massa com metade dos frutos secos e amassar. Polvilhar com os frutos secos restantes e amassar de novo, até tudo estar bem incorporado.
Voltar a colocar a massa na taça untada com óleo, voltar a cobrir com película aderente e deixar levedar por mais 1 hora, ou até ter duplicado de volume, num local aquecido e longe de correntes de ar.
Entretanto, untar com manteiga, uma forma tipo bolo inglês.
Depois de levedada, cortar a massa em 10 pedaços idênticos (cerca de 115g cada) e trabalhar cada pedaço, por forma a obter 10 cilindros com o topo e a base arredondados.
Colocar os 10 cilindros na forma, lado a lado e em pares, por forma a ficar com 5 pares.
(eu por falta de tempo, omiti este passo, fiz um cilindro com a massa toda e coloquei na forma)
Cobrir a forma com película aderente, ou colocá-la dentro de um saco plástico limpo e deixar levedar em local aquecido, por mais 1 hora, ou até os cilindros terem crescido até tocarem o topo da bordadura da forma.
Entretanto e quando virem que a massa está quase a tingir o ponto especificado, pré aquecer o forno a 180°C.

Para as cruzes:
25g farinha de trigo branca
1 colher chá de óleo de girassol
2 a 3 colheres sopa de água fria

Preparação:
Misturar todos os ingredientes, por forma a obter uma pasta e colocar essa pasta num saco de pasteleiro equipado com um bico redondo e fininho. (eu usei um pequeno saco plástico ao qual cortei a pontinha)
Destapar a forma e com o saco de pasteleiro contendo a pasta acima mencionada,  desenhar uma cruz sobre cada bola de massa.
Como não dividi a massa, com um pauzinho marquei uma ranhura ao centro a todo comprimento e outras à largura e coloquei a massa branca das cruzes nessas ranhuras.


Levar ao forno por cerca de 35 a 40 minutos, ou até os buns estarem cozidos e douradinhos.

Para finalizar:
- Geleia de abacaxi qb

Preparação:

Quando os buns estiverem cozidos, desenforme, coloque a  arrefecer sobre uma grelha e pincele toda a superfície com a geleia.


 



Espero que Gostem!
By Carla

domingo, 17 de abril de 2016

Bife à café!




O Cantinho das Cozinheiras, que é um grupo de culinária no facebook, sorteou o Blogue As Receitas da Selene para o 1º desafio mensal que promete ser bem divertido!


Consiste em escolhermos uma receita do blogue sorteado para reproduzirmos ... não conhecia o blogue da Selene, mas fiquei logo fã à primeira vista!
 Identifico-me muito com as suas receitas, a grande maioria com ingredientes simples e saudáveis!... Visitem que vão gostar.
sou muito sincera... eu tive dificuldade em escolher uma só receita... esta que hoje vos apresento será de certeza a primeira de muitas! ;)
Aqui fica a minha sugestão, com o meu toque pessoal ... e gostava que percebessem o quão cremoso fica o molho e os bifes tão suaves ... que rasgam ao toque ...

Bife à Café


Ingredientes:
- Bifes de peru (ou outro que prefiram, usei 3 grandinhos)
- Sal marinho tradicional
- Alho a gosto
- Sumo de 1/2 limão
- 1 golpe de vinho branco
- 1 colher se chá de pimentão doce
- Azeite qb
- 125 gr natas vegetais (ou outras que prefira. usei meia embalagem de alpro soja de 250gr)
- 1 colher de sopa de grãos de café

Preparação:
Tempere os bifes com o sal, alho, vinho, pimentão e sumo de limão e deixe marinar cerca de 1 hora.
Coloque um fio de azeite na frigideira e cozinhe os bifes de ambos os lados, regando com um pouco dos suco da marinada para não deixar queimar.
Retire os bifes e junte as natas e mexa bem para que se soltem os sucos de cozinhar a carne, junte os grãos de café e deixe cozinhar um pouco.
Junte os bifes ao molho, envolva bem e deixe cozinhar mais um pouco e sirva de imediato.
Pode acompanhar com massa ou arroz e salada.



Espero que gostem tanto quanto nós gostamos cá em casa!
É uma receita a repetir com toda a certeza!

By Carla

terça-feira, 12 de abril de 2016

Pão de Beterraba Vermelha [Express]



A Beterraba é assim... ou se ama ou se odeia... confesso que a minha primeira experiência não foi de amor à 1ª vista!
Mas felizmente insisti e agora adoro ...
Ainda tenho congeladas da colheita do ano passado :p
Há variedades com menos sabor a terra, por isso digo-vos para não desistirem porque nem todas têm sabor tão intenso.

Hoje andava a pesquisar outras coisas e deparei-me com um pão rosa! Lindo, pensei, mais um para minha lista :p 
Mal cheguei a casa pus logo mãos à obra ... hehe
Adoro esta cor ... fico furiosa por a cor desaparecer com o cozimento ... já experimentei várias receitas e em todas a cor acaba por fugir, neste pão... se alguém souber algum truque agradeço ...

o primeiro pão que retirei ainda ficou rosado no interior mas os outros que apanharam mais calor acabou por mudar de cor e ficar mais cor salmão... mas por fora mantém a cor linda :)
Experimentem e surpreendam alguém especial com este pãozinho lindo.


Pão de Beterraba Vermelha



Ingredientes:
4 chávenas de farinha de trigo
4 colheres de chá de fermento químico [para bolos]
1 colher de chá de sal marinho tradicional Marnoto
2 colheres de sopa de linhaça
2 chávenas de purê de beterraba [usei 1 beterraba cozida que tinha congelada]
2 colheres de chá de vinagre branco
4 colheres de sopa de azeite ou óleo                                ¾ chávena de água [se tiver a água de cozer a beterraba, melhor]
Preparação:
Misture os ingredientes secos numa tigela.
Bata no liquidificador ou robot de cozinha a beterraba com água, o vinagre e azeite/óleo.
Faça um buraco no meio da mistura de farianha e verta o puré da beterraba e mexa com uma colher. A massa fica mais mole do que um pão tradicional, então, coloque mais um pouco de farinha para poder manipular. (para a próxima vou deixar a massa mais molinha a ver se ficam mais fofos)



Pode fazer um pão grande ou vários pãezinhos.
Polvilhe com um pouco de farinha e faça golpe.



Leve de imediato ao forno pré aquecido durante cerca de 25 minutos, verifique o cozimento, quando o pão estiver firme e ao bater por baixo soe oco.

Importante lembrar que quanto mais cozinhar menos cor vai ter o pão, especialmente no interior.


 


Como vêm o interior deste pão, já perdeu mais cor, pois apanhou mais calor :(

Espero que gostem!
By Carla

domingo, 10 de abril de 2016

Pão de Batata Doce Roxa


Andava mortinha para experimentar a batata doce roxa! A sua cor fascinou-me quando a conheci no blog do Célio Sweet Gula, em que nos apresentou um lindo, apetitoso e colorido pão feito com ela...
Já conhecia a batata doce normal e já tinha ouvido falar da amarela/laranja ... e quando no jumbo que encontrei estas belezas ... fiquei de sorriso de orelha a orelha ...
É fantástico como esta batata mesmo depois de cozinhada não muda a cor nem tinge a água ... ao contrário do que acontece com a linda beterraba vermelha que tanto gosto e me deixa tão triste quando liberta a sua cor ao ser cozinhada...
Não se entusiasme demasiado, atenção que não se pode comer muito desta batata, pois é indigesta, eu gulosa comi no mesmo dia em chips e no pão e fiquei com azia ... :p

Decidi experimentar esta receita que encontrei num site brasileiro e que me encantou por ser simples de executar.
Ora veja, experimente e surpreenda a família!
Fica tão lindo e incrivelmente fofo ... parece um bolo! 




Pão de Batata Doce Roxa

Ingredientes:
1 saqueta de fermento biológico seco
3 colheres (sopa) de água
1 ovo
2 colheres (chá) de sal marinho tradicional Marnoto
2 colheres (sopa) de açúcar
1 chávenas de leite morno (240 ml)
2 chávenas de polpa de batata-doce roxa (cozida com pele até ficar macia, descascada e amassada - cerca de 350 g)
600 gr (aproximadamente) de farinha de trigo+ a necessária para polvilhar
40 gr de manteiga (usei vaqueiro liquida)


Peparação:
Misture o fermento com a água e deixe hidratar 5 minutos. Coloque no liquidificador o fermento hidratado, o ovo, o sal, o açúcar e o leite. Bata bem e junte aos poucos a batata-doce. Bata até se transformar num creme grosso.
Coloque numa bacia esta mistura e vá juntando farinha de trigo aos poucos, mexendo sempre com uma colher de pau. Quando ficar difícil de mexer, comece a amassar com as mãos, juntando mais farinha até conseguir uma massa lisa que não pegue nas mãos.
Junte a manteiga em e amasse para homogeneizar a massa. Se precisar, acrescente mais farinha. A massa deve ficar lisa e brilhante.
Cubra com um pano ou pelicula aderente e deixe a massa crescer até dobrar de volume.
Passe a massa para uma superfície enfarinhada e divida em 2 pedaços. Molde os pães da forma que desejar, coloque-os com espaço entre eles numa forma untada e enfarinhada e deixe crescer mais um pouco.
Polvilhe farinha de trigo sobre os pães e faça cortes com faca fina.
Leve ao forno pré-aquecido à temperatura alta e deixe cozer por 10 minutos. Baixe a temperatura e deixe cozer por mais 50 minutos ou até que os pães fiquem fiquem firmes e leves.


 




 






Olha que fofinho ele é! Convencidos?






Nota: Se usar batata-doce branca ou amarela, diminua ou exclua o açúcar. Se quiser fazer o pão doce, aumente o açúcar para 6 colheres (sopa) e use apenas 1 pitada de sal. Pode juntar um pouco de uvas passas e raspinhas de limão.

Espero que gostem!
By Carla
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger... >